http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Porto Campeão Nacional Português
publicado por Mário Cagica Oliveira a domingo, 6 de abril de 2008

O FC Porto conseguiu ontem a renovação matemática do título, o terceiro consecutivo, o segundo de Jesualdo, e o 23º da história do clube. E fê-lo com uma exibição de gala, conseguindo a maior goleada da temporada, a provar o que pouco havia para provar, ou seja, a imensa superioridade da equipa de Jesualdo Ferreira em relação a todos os adversários. Ainda assim, aguardam-se os resultados dos processos disciplinares instaurados pela Comissão Disciplinar da Liga ao clube, mas, seja qual for o desfecho, só um herege será capaz de colocar uma vírgula de dúvida quanto à classificação e à hegemonia dos portistas esta temporada. A festa rebentou nas bancadas e ecoou por toda a cidade durante toda a noite.

Vamos ao jogo que carimbou o título. O Estrela apresentou-se com um 4-4-2 losango e o FC Porto com a equipa-tipo, em 4-3-3. Aos 11' os portistas já venciam por 2-0, golos de Lucho, autor de uma magnífica exibição, e de Tarik. E estes primeiros minutos foram um espelho fiel do que foi este FC Porto e este campeonato. A equipa de Jesualdo a jogar bem, com processos rápidos, e o adversário a facilitar, bastando ver que ninguém marcou Tarik no segundo golo. Tantas facilidades não eram esperadas e os jogadores do FC Porto agradeceram, jogando com liberdade, com trocas de bola rápidas, ao primeiro toque, e jogadas que empolgaram as bancadas. Mas na verdade as bancadas já estavam empolgadas de qualquer maneira. O Estrela nunca conseguiu organizar o seu jogo e também para isso terá contribuído uma substituição precoce (saiu Moreno e entrou Wagnão aos 14').

A segunda parte começou monótona e parecia que o FC Porto estava acomodado ao resultado, como tantas vezes aconteceu esta época, inclusive no jogo da primeira volta com o Estrela, em que o empate a dois golos chegou nos minutos finais. Talvez essa memória tenha servido para despertar os jogadores e Quaresma voltou a levantar as bancadas com um grande golo, após uma bela assistência de Meireles. O minuto 64 foi o ponto de partida para um período louco e nos minutos seguintes, até aos 78', houve mais três festejos, que carimbaram a maior goleada da equipa e do campeonato. Tirando o golo de Maurício, na própria baliza, apesar de Lucho também ter responsabilidade no lance, houve golos de Bruno Alves, o primeiro do central e após mais uma assistência magnífica de Meireles, e outro do inevitável Lisandro. Com uma goleada destas parecia impossível o artilheiro do campeonato não fazer o gosto ao pé. Quaresma corrigiu o erro e assistiu de forma perfeita Licha. Foi a coroação do argentino, da equipa e a certeza que este foi um dos campeonatos ganhos com maior facilidade pelos portistas. Mérito do FC Porto, diga-se, facilidades dadas pelos adversários, registe-se.

FC Porto 6 - E. Amadora 0

Estádio do Dragão

Relvado bom estado

50 138 espectadores

João Vilas Boas [AF Braga]

Alfredo Braga + Celso Pereira

Jorge Ferreira

FC Porto

treinador Jesualdo Ferreira

1 |Helton GR

12 |Bosingwa LD a 73'

3 |Pedro Emanuel DC

2 |Bruno Alves DC

13 |Fucile LE

6 |Paulo Assunção MD a 79'

8 |Lucho MO

16 |Raul Meireles MO

7 |Quaresma AD

9 |Lisandro AV

17 |Tarik AE a 65'

-

33 |Nuno GR

14 |João Paulo DC

18 |Bolatti MD d 73'

25 |Kazmierczak MO

11 |Mariano AE d 65'

19 |Farías AV d 79'

28 |Adriano AV

GOLOS

1-0|9' Lucho

2-0|11' Tarik

3-0|64' Quaresma

4-0|70' Maurício p.b.

5-0|78' Bruno Alves

6-0|87' Lisandro

Amarelos

Pedro Emanuel, 83' |Raul Meireles, 83'

vermelhos

Nada a assinalar

Estrela da Amadora

treinador Daúto Faquirá

1 |Nélson GR

32 |Moreno LD a 14'

15 |Maurício DC

20 |Carreira DC

55 |Hélder Cabral LE

28 |Marcelo Goianira MD

30 |Tiago Gomes MD

26 |Celestino MD a 55'

10 |Mateus MO a 73'

9 |Anselmo AV

23 |Mendonça AV

-

25 |Pedro Alves GR

34 |Wagnão DC d 14'

14 |Marco Paulo MD d 73'

7 |Pedro Pereira AD

17 |Adul AE

13 |Nuno Viveiros AE d 55'

77 |Giancarlo AV

Amarelos

Maurício, 57' |Hugo Carreira, 77'

vermelhos

Nada a assinalar

Por: O Jogo

Etiquetas:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Anonymous portoooooooooooooooo Comentou...
portoooooooooooooooooo
6 de abril de 2008 às 18:50  
Blogger TheRock Comentou...
we fucking rule
8 de abril de 2008 às 19:01