http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
O sócio austríaco
publicado por Mário Cagica Oliveira a segunda-feira, 16 de junho de 2008

Estamos perante um jogo ingrato de comentar. Por um lado é fácil (e também lógico) responsabilizar o árbitro pela derrota de Portugal; por outro, os portugueses que não querem ser de segunda, porque dizem todos os dias que andam cá todos ao mesmo, deveriam ter feito melhor, pelo menos alguns deles. Não será descabido pensar na coincidência de um árbitro austríaco aparecer a ajudar, e muito, à festa de despedida da Suíça, que arriscava sair do Europeu que co-organizou, com a Áustria, sem qualquer ponto e não lhe ficava bem, até porque jogadores e adeptos queriam despedir-se do seleccionador Jakob Kuhn com um agradecimento e uma vitória. Todos ficaram contentes e a tristeza dos portugueses foi pouca.


Scolari montou uma equipa com oito alterações em vez das cinco ou seis anunciadas, mas manteve o 4x3x3 habitual. Ao contrário, o seleccionador Suíço só deixou de fora o guarda-redes Diego Benaglio e o extremo Barnetta. Queria muito ganhar, mas só apostou fortemente nessa hipótese na segunda parte, quando o meio-campo português desapareceu. Antes até mudara o habitual 4x4x2 para um 4x2x3x1, com Yakin a actuar bastante mais recuado do que é habitual, funcionando mais como médio ofensivo do que como segundo ponta-de-lança.
Portugal tinha uma equipa com valores individuais mas pouco rodada, para além de que Scolari mudou o motor da máquina. É que mesmo quando jogaram as vedetas de primeira linha o segredo do sucesso assentou na produção do miolo. Foi aí que mais se notou a diferença. Meira defende mas não leva a bola, Meireles e Veloso (tanta qualidade e uma atitude tão molenga e exibicionista) conseguiram fazer as transições defesa-ataque na primeira parte mas depois foram engolidos pela maior vontade dos suíços. Entre os portugueses destacava-se o querer de Nani e Postiga, em contraponto com Quaresma.
A qualidade dos jogadores lusos - não da equipa - permitiu o controlo durante a primeira metade, período durante o qual o trio de arbitragem negou um penálti a Nani e tirou um golo a Postiga num fora-de-jogo inexistente. Se somar um calcanhar de Pepe que o guarda-redes defendeu para a barra, conclui-se que os portugueses deveriam ter ido para o intervalo em vantagem, se calhar até com uma vantagem confortável. A verdade é que não foram e na segunda parte a Suíça arriscou mais - Yakan jogou como ponta-de-lança -, voltou a ter a sorte de ver Nani isolado esbarrar a bola no poste, e, depois de marcar, contou com a ajudinha de um penálti fantasma para consolidar o resultado.
A reter na exibição portuguesa o colapso do meio-campo, que só reavivou com a entrada de João Moutinho. A falta de entrosamento dos restantes elementos ajuda a explicar as dificuldades sentidas quando a pressão se acentuou. O facto de se tratar de três elementos com características defensivas explica o facto de se terem deixado encostar às cordas. Meira pode jogar a trinco mas com Moutinho e Deco; a Meireles e Veloso faltou rotação, principalmente ao segundo, que retém a bola demasiado, acabando por esbanjar a sua maior capacidade, que é a qualidade de passe.
De resto, Nani está mesmo à caça de um lugar entre os titulares. Pela forma, pela atitude, pela profundidade do seu futebol. Até pelas bolas paradas.

Suíça 2 - Portugal 0
St. Jakob Stadium
Relvado: mau estado
39.730 espectadores
Konrad Plautz [Áustria]
Egon Bereuter + Markus Mayr
Ivan Bebek

Suíça
Treinador:
Jakob Kuhn
18 Zuberbuhler GR
5 Lichteiner LD a 83'
20 Muller DC
4 Senderos DC
3 Magnin LE
15 Fernandes MD
8 Inler MD
19 Behrami AD
22 Vonlanthen AE a 61'
10 Yakin AV a 86'
12 Derdiyok AV
-
1 Benaglio GR
21 Jakupovic GR
2 Djourou LD
23 Degen DC
13 Grichting DC d 83'
17 Spycher LE
6 Huggel MD
14 Gygax MD d 86'
7 Cabanas MO
16 Barnetta MO d 61'
11 Streller AV
GOLOS
1-0 71'
Yakin
2-0 83'
Yakin g.p.
Amarelos
27' Yakin 36' Vollanthen 81' Barnetta 90+2' Fernandes

Portugal
Treinador:
Luiz Felipe Scolari
1 Ricardo GR
13 Miguel LD
15 Pepe DC
3 Bruno Alves DC
2 Paulo Ferreira LE a 41'
5 Fernando Meira MD
6 Raul Meireles MD
18 Miguel Veloso MD a 71'
17 Quaresma AD
23 Hélder Postiga AV a 74'
19 Nani AE
-
12 Nuno GR
22 Rui Patrício GR
4 Bosingwa LD
16 Ricardo Carvalho DC
14 Jorge Ribeiro LE d 41'
8 Petit MD
20 Deco MO
10 João Moutinho MO d 71'
11 Simão AE
7 Cristiano Ronaldo AV
9 Hugo Almeida AV d74'
21 Nuno Gomes AV
Amarelos
30' Paulo Ferreira 64' Jorge Ribeiro 78' Meira 81' Miguel

Por: O Jogo Online

Etiquetas:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]