http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Portugal - 2 Turquia - 0
publicado por Mário Cagica Oliveira a domingo, 8 de junho de 2008

A Selecção Nacional começa bem o Euro-2008, com vitória convincente sobre a Turquia, materializada em dois golos (Pepe e Raul Meireles) e... três bolas ao poste. Portugal, com dois golos marcados, assumiu a liderança do Grupo A, após a vitória da República Checa sobre a Suíça, por 1-0.


Manteve-se a tradição nos jogos com a Turquia. Portugal venceu por dois golos sem resposta, mas outros ficaram por marcar, depois de Nuno Gomes, por duas vezes, e Cristiano Ronaldo terem visto o poste devolver-lhes os respectivos remates.

A formação portuguesa entrou bem, a mandar no jogo, mas algo presa de movimentos, com Cristiano Ronaldo muito vigiado (como se esperava). Só a partir do quarto de hora carregou no acelerador e passou a surgir com mais perigo na área turca. Aos 16 minutos, os adeptos portugueses saltaram nas bancadas... A bola estava lá dentro, mas o golo não valeu, porque Pepe estava em posição irregular. Aos 27 m, Simão quase chegava ao golo, na transformação de um livre, mas a bola rasou a barra da baliza turca. A pressão lusa aumentava, Cristiano Ronaldo conseguia libertar-se da teia montada pelos turcos e, aos 29 m, ultrapassou vários adversários e levou perigo à baliza de Demirel.

Estava dado o mote: Portugal assumia na plenitude os cordelinhos do jogo... Aos 36 minutos, o golo só não aconteceu porque o poste travou forte remate de Cristiano Ronaldo, após livre a castigar falta sobre João Moutinho. Portugal já justificava o golo... Os minutos finais da primeira parte foram de grande pressão da equipa portuguesa, ganhando cantos sucessivos, mas o golo teimou em não surgir.

A toada de jogo manteve-se na segunda metade. Portugal entrou disposto a resolver o jogo e, aos 50 minutos, Nuno Gomes levou a bola ao poste. Portugal dominava, criava oportunidades, mas faltava o golo... Que só não surgiu aos 58 m, porque o petardo de João Moutinho passou a centímetros da trave da baliza turca. Até que, aos 60 m, Pepe ganha a bola, tabela com Nuno Gomes e remata com êxito. Finalmente, fazia-se justiça no jogo. Volvidos quatro minutos, o 2-0 só não surgiu porque, mais uma vez, o cabeceamento de Nuno Gomes esbarrou na trave.

Em desvantagem, os turcos assumiam agora algum protagonismo no jogo, apostados em chegar ao tento da igualdade. Scolari mandou entrar Nani para o lugar de Nuno Gomes, enquanto Cristiano Ronaldo assumia a função de (falso) ponta-de-lança. Mas era preciso segurar os turcos, para evitar surpresas. Com a entrada de Raul Meireles (rendeu Simão), Portugal recuperou a hegemonia no meio-campo. Já em tempo de descontos, seria Raul Meireles a elevar a vantagem e a tranquilizar as hostes lusas. Arrancada de Cristiano Ronaldo pela esquerda, dá a bola para João Moutinho, este roda sobre um adversário e oferece o golo a Meireles.

Em suma: vitória merecida da Selecção Nacional, mas escassa, face ao que atrás descrevemos. Agora segue-se a República Checa, na próxima quarta-feira.

Estádio de Genebra (Suíça)

Árbitro: Herbert Fandel (Alemanha)

PORTUGAL – Ricardo; Bosingwa, Pepe, Ricardo Carvalho e Paulo Ferreira; Deco (Fernando Meira, 90 m), Petit e João Moutinho; Cristiano Ronaldo, Nuno Gomes (Nani, 68 m) e Simão (Raul Meireles, 82 m).

TURQUIA – Demirel; Altintop (Senturk, 75 m), Gokhan Zan (Emre Asik, 55 m), Servet Çetin e Hakan Balt; Kazin, Aurélio e Emre; Erdinnç (Sabri, 46 m), Nihat e Tuncay.

Ao intervalo: 0-0

Golos: Pepe (60 m); Raul Meireles (90 m)

Resultado final: 2-0

Cartão amarelo a Kazin, Gokhan Zan e Sabri.

Fonte: A Bola

Etiquetas:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]