http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Equipa técnica encarnada.Uma das melhores?Até que ponto?
publicado por Martins, A. a segunda-feira, 22 de setembro de 2008

Como primeiro artigo que lanço, nada melhor que um dos temas que mais polémica tem gerado para os grandes aficcionados no que ao treino e rendimento desportivo diz respeito.
Para findar com dúvidas no que á equipa técnica do Benfica diz respeito, esta é constituída maioralmente por Quique Flores (TP), Francisco Escribá (TA), Paco Ayestaran (PF), servindo-se ainda de Chalana e Diamantino, que apesar de no papel se apresentarem como adjuntos, na realidade as coisas são bem diferentes, o que é certo é que numa Conferência de Imprensa recente, estes foram designados como auxiliares á equipa principal, para observar potenciais adversários, que será feito das antigas nomenclaturas de "Olheiros" que em tantos anos nos habituaram? Mas enfim, o nome de adjunto encaixa melhor na sociedade Benfiquista.
Falando de factos bem mais realistas, quem não se lembra do último Benfica-Porto, em que nem 70 minutos passados já atletas de alto rendimento, como Yebda, Pablito Aimar ou até mesmo o experiente Léo, acusavam o cansaço físico de uma pré-época quanto a mim mal elaborada. Lesões musculares foi a ordem da noite do derby para o lado encarnado.
Após em 2006\2007, no Valência, o Sr.Quique ter passado uma má experiência, em que metade do plantel se encontrava lesionado, este decide contratar um preparador físico diferente (cujo namoro já era antigo), para tentar mudar o rumo dos acontecimentos, no que á preparação do plantel diz respeito, o que é certo é que agora no SLB a história foi a mesma, de quem será a culpa afinal?
Tudo isto para chegarmos a um nome, Francisco "Paco" Ayestaran, um dos mais conceituados Licenciados e Mestrados no que á Área do Desporto e Alto Rendimento diz respeito, "Paco", como assim é conhecido, é nada mais nada menos que o antigo braço direito de Rafael Benitez, que no Liverpool fez um exelente trabalho diga-se já de passagem, no qual bastantes títulos e glórias lhe foram atribuídas a si em prol de Rafa. Este acaba por abandonar o "mestre", como assim chamava a Rafa, após uma divergência de informação, ruma então á Real Sociedad, onde durante uns inóspitos 20 dias, assume o cargo de Director de futebol do clube, um pouco á semalhança do cargo de Rui Costa no Benfica, as coisas não correm bem, e abandona a Real. É aí que surge o convite do Benfica e este decide aceitar.
Que estamos perante um dos melhores preparadores físicos do mundo é uma grande realidade, mas que meteu o pé na poça é também uma grande verdade.
Mas o que levará um antigo treinador adjunto de um campeão europeu, "passar de cavalo para burro", passo expressão, e aceitar o mero cargo de preparador físico, não descarto o Benfica ser um clube grande, não se trata disso, mas por favor?!?! Com curso de treinador nas mãos e o curriculum que tem, é um mistério que fica por desvendar.
Com culpa no cartório temos ainda o braço direito de Quique Flores, Francisco "Fran" Escribá, havia sido falado como o provável substituto de Queirós no Manchester, mas também tudo indicava que iria perder a corrida para o ex-internacional Francês Laurent Blanc. Uma coisa é certa, Escribá desde sempre foi o menino dos olhos bonitos de Quique, e assim se mantém.
Que a matéria-prima existe, ela está lá, a tecnologia também ajuda, que existe qualidade na equipa técnica, pelo menos no papel ela é um facto, falta ver na prática.
Começaram com o pé esquerdo a época, vamos ver se durante o campeonatonão tropeçam com a troca de pés.

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Blogger marioalex Comentou...
O Football Fever em termos de cronistas não se pode queixar.
Está realmente um excelente artigo. Muitos parabéns!
22 de setembro de 2008 às 14:27  
Blogger FMBP Comentou...
Bom trabalho A. Martins!!


Eu so poderia "criticar" o teu post se tivesse dados concretos acerca dotrabalho que se faz para os lados da Luz , mas nao sei...contudo pelo que elio nos jornais por vezes sao feitos alguns dias de trabalho de potencia/força/etc...que sao deveras fatigantes para os jogadores...e pelo que quique disse ontem os campeonatos nao se ganam em setembro...pode ser que essas cargas que agora sao administradas possam a vir a dar frutosno futuro (isto nao e o meu ponto de vista metodologico, ATENÇÂO!!! tou so a "defender")

Claro que tal como os jogadores, os treinadores tambem tem que se adaptar a um campeonato diferente ( as criticas ao facto de Mourinho no Inter ter empatado dois jogos depois de ter tado em vantagem tiveram exactamente a ver com isso...achavam que a equipa nao tava "resistente")...ms para os treinadores o tempo "escoa" e na verdaed aquela imagem (cansaço) nao fica nada bem ao olho dos adeptos do clube e dos rivais...

esta discussao de metodos de treino e treinadores pode vir a ser benefica para o blog! participem...

bom post (mais uma bela contratação)
22 de setembro de 2008 às 18:08