http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Arsenal - Escola de talentos internacionais
publicado por Martins, A. a quarta-feira, 22 de outubro de 2008





Arséne Wenger. É este o senhor com culpa no cartório para a magnífica escola de talentos que o Arsenal nos tem proporcionado ultimamente, sempre com um leque vasto de opções, uma média de idades que raramente ultrapassa os 23 anos e um futebol rápido, vistoso e prático.

Apesar de os Gunners este ano na Premier League estarem somente no 4º posto, este é um lugar que os coloca a 4 pontos do líder Chelsea, enquanto que o "passeio" que estão a realizar na Champions está a ser notável e a dar dores de cabeças não só a Turcos como a Portugueses, com as recentes goleadas a demonstrarem isso mesmo, mas o mais impressionante nisto tudo é a salada de nacionalidades juntamente com a média de idades com o qual o treinador pode contar, ora vejamos:

França: Bakari Sagna (25), William Gallas (31), Mikael Silvestre (31), Gael Cilchy (23), Abou
Diaby (22), Samir Nasri (21);
Inglaterra: Jack Wilshere (16), Kieram Gibbs (19), Gavin Hoyte (18), Mark Randall (19), Theo Walcott (19);

Espanha: Manuel Almunia (31), Cesc Fabregas (21), Fran Mérida (18);
Costa do Marfim: Kolo Touré (27), Emmanuel Eboué (25);

Polónia: Lukasz Fabianski (23);

Itália: Vito Mannone (20);

Suiça: Johan Djourou (21);

Rep.Checa: Tomás Rosický (28);
Brasil: Denilson Neves (20);

País de Gales: Aaron Ramsey (17);

Camarões: Alexandre Song (21);

Portugal
: Amaury Bischoff (21);
Crcia: Eduardo da Silva (25);
Holanda: Robin van Persie (25);

xico: Carlos Vela (19);

Togo: Emmanuel Adebayor (24
);
Dinamarca: Nicklas Bendtner (20);

Wenger conta com 29 jogadores com uma média de idades de 22,41 anos.
Realçar de facto que as soluções definidas como defensivas, ou seja, Guarda-Redes, Defesas, apresentam quase todos eles idades superiores a 23 anos, estratégia por parte de Wenger, apostar na maturidade e experiência no sector mais recuado, e deixar a liberdade, a criatividade e o poder de explosão para os homens da frente, mais novos, mais "frescos" e com mais vontade de se mostrarem.

Agora ficam as questões no ar, qual será o idioma utilizado dentro do balneário para comunicação entre todos? Como consegue Wenger transmitir aos seus jogadores pormenorizadamente as instruções para dentro do campo?
Possivelmente pela língua do país em que jogam, mas não esquecer que temos aqui miúdos com 19, 20 anos, oriundos dos países latinos e africanos, que deixaram os estudos bem cedo para apostar numa carreira futebolística, ainda assim será que sabem Inglês??


O que é certo é que Wenger tem feito um trabalho fenomenal no que a formação diz respeito, e mesmo assim de vez em quando lá vai ganhando umas coisitas com os miúdos, é um tipo de métodos que aprecio bastante, e em Portugal podemos ver o Sporting como um pouco de exemplo disso, apostar na prata da casa, sai mais barato, e comprar jovens, para os vender profissionais feitos a quem não tem paciência para os formar.

André Martins

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Blogger FMBP Comentou...
Excelente A.Martins...excelente perspectiva do trabalho de wenger...mas, os resultados nao tem aparecido e apesar da politica ser bonita wenger so fica porque e wenger!! porque se fosse outro a nao ganhar nada com o Arsenal em 3 ou 4 anos...pffffff!!

Outro problema da juventude é a falta de experiencia e de sensaçoes de alto nivel durante os primeiros anos de competiçao (refiro me a uma champions, ou uma fase final de um campeonato...basta lembrar o ano passado...5 estrelas ate esgotar a cabeça)

outro problema desta politica é que formam as estrelas para elas sairem...porque nao ganham tanto dinheiro , prestigio e trofeus como nos outros...ou acham que fabregas vai ser amor eterno?

abraço ...
grande post!
22 de outubro de 2008 às 16:52  
Blogger El Kün Comentou...
GRANDE CRONICA!!!
mesmo a sério gostei imenso.
O Arsenal tem um agrande equipa e não me admira nada se daqui a 2 ou 3 anos sejam campeoes e consigam ate vencer a champions.


ÉS GRANDE NESTE BLOG!!!
22 de outubro de 2008 às 23:41  
Anonymous Bruno Comentou...
" O que é certo é que Wenger tem feito um trabalho fenomenal no que a formação diz respeito, e mesmo assim de vez em quando lá vai ganhando umas coisitas com os miúdos, é um tipo de métodos que aprecio bastante, e em Portugal podemos ver o Sporting como um pouco de exemplo disso, apostar na prata da casa, sai mais barato, e comprar jovens, para os vender profissionais feitos a quem não tem paciência para os formar."

Totalmente em desacordo nesta última parte, pois deste leque de jogadores são poucos os que são formados nas escolas do Arsenal.

O que acontece é que o Arsenal tem uma boa equipa de... OLHEIROS, que descobrem esta "pérolas", muito jovens e os trazem para o clube, por vezes já pagando alguns milhões de euros por eles.

Poucos chegaram ao clube com menos de 16 anos e para mim (opinião pessoal), a partir dessa idade já pouco haverá a formar (salvo raras excepções). Ao contrário do Sporting, que vão buscar os jogadores com 9, 10 ou 11 anos e ai sim, para os formar.

Por isso para mim o mérito de reunir este conjunto de valores, não é só de Wenger, mas acima de tudo dos olheiros. Agora conciliá-los a todos na mesma equipa, isso ai já é diferente.
25 de outubro de 2008 às 15:04