http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
O meu 2º bloco de notas
publicado por David Pereira a sábado, 29 de novembro de 2008



Em tempos não longínquos, o futebol português teve o seu destaque e tornou-se um país apetecível para jogadores de alto nível.

O FC Porto ganhou uma Taça UEFA, uma Liga dos Campeões e ainda foi Campeão Mundial nos últimos anos, o Sporting chegou à final de uma Taça UEFA, o Benfica fez uma boa campanha numa edição da Liga dos Campeões deixando por terra Manchester United e Liverpool, a própria selecção nacional tem chegado longe em Mundiais e Europeus e a partir daí, principalmente a partir das conquistas dos dragões que têm chegado a Portugal jogadores mundialmente reconhecidos como Anderson Polga, Diego, Luís Fabiano, Miccoli, Karagounis, Katsouranis, Aimar, Reyes, Suazo, Lucho Gonzalez ou Cristián Rodriguez.

Sem dúvida alguma que trouxeram melhorias ao nosso futebol mas actualmente… vemos o nosso tricampeão levar 4-0 do Arsenal, vemos o vice-campeão a ser goleado por 5-2 pelo Barcelona, o maior clube português a ser limpado por 5-1 na Grécia e a nossa própria e reputada selecção a deslocar-se ao Brasil e perder por 6-2.
Será que o nosso futebol estará a perder credibilidade?

O campeonato português está renhido, os grandes à excepção do Benfica têm estado um pouco abaixo das expectativas e o líder é o surpreendente Leixões (pelo menos até segunda-feira).
Quando chegarmos a Maio, que campeão teremos?

Se tivermos o Benfica, podemos dizer que o nosso campeão perdeu 5-1 contra um clube que na opinião de muitas é inferior aos encarnados.
Podemos dizer que o nosso campeão foi impotente mesmo quando jogou com equipas do seu nível europeu como Galatasaray e quem sabe dizer que o nosso campeão nem passou a fase de grupos da Taça UEFA.

Se o Sporting for campeão, podemos falar em impotência quando joga com uma equipa superior mesmo em casa, podemos falar que foi eliminado muito prematuramente da Taça de Portugal e pelo menos na primeira volta do campeonato, contou duas derrotas em dois jogos com os adversários directos.




O FC Porto talvez seja o campeão mais credível, perdeu por 4-0 no terreno do Arsenal mas ainda é a goleada mais natural das sofridas pelos grandes.
Os dragões ganharam competições europeias recentemente, são tri-campeões, venceram em terrenos difíceis como em Kiev frente ao Dínamo e Istambul frente ao Fenerbahçe.

Se “out-siders” ganharem o campeonato será uma risada total, os favoritos de entre o lote de não favoritos são o Leixões e o Sp. Braga, pessoalmente prefiro o Braga pois é o que tem mais condições para permanecer durante mais anos no topo.
Mas convenhamos, o Leixões estava há pouco tempo na II Liga e até mesmo na II Divisão B, o ano passado esteve a escassos pontos de descer para o escalão inferior, como é que uma equipa destas pode-se apresentar na Liga dos Campeões?
Já o Braga é uma melhor equipa, de melhores jogadores e mais experientes. Esteve a seis segundos de não perder em Milão, já venceu em anos anteriores em terrenos como Parma e em casa bateu-se valentemente contra equipas como Portsmouth ou Bayern Munique, que tanto na teoria como na prática são superiores.

Junta-se a falta de credibilidade do possível campeão com a má campanha de selecção e a mistura destes ingredientes não é um sabor agradável para jogadores com a categoria de Aimar ou Reyes.
Se não se fizer uma coisa fantástica durante este ano, se o FC Porto não for capaz novamente de derrotar equipas como o Manchester, o Inter ou o Chelsea para o ano estou desconfiado que em vez de se ir ao Brasil contratar jogadores do São Paulo, contrata-se do Corinthians Alagoano e em vez de se ir buscar alguns jogadores de selecção vai-se buscar os suplentes de equipas inglesas e espanholas que jogam para não descer de divisão.

A princípio da época e como nas anteriores, não torcia pelo Benfica nas competições europeias e estava indiferente aos resultados do FC Porto mas agora há que ser diferente, Portugal está com uma má imagem e é preciso recuperá-la.

Bem, no fundo não se pode reagir às derrotas das equipas portuguesas como Will Coort, treinador adjunto do FC Porto, ora vejam:




Por hoje ficamos por aqui, esperem pela próxima edição.

PS:
Comentem ;)

Etiquetas:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]