http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
O "Boxing Day"
publicado por Mário Cagica Oliveira a sábado, 27 de dezembro de 2008

Ontem realizou-se mais uma jornada de futebol no campeonato inglês, com a novidade a ser que foi no dia a seguir ao Natal. Este dia acaba por ser estranho para os restantes campeonatos mas em Inglaterra já é tradição. O "Boxing Day" tal como é conhecido já se realiza há muitos anos em Inglaterra e é a prova de que em Inglaterra o futebol não tira férias.
Enquanto que por exemplo em Portugal temos um interregno de 2 semanas, em Inglaterra neste período são realizados 3 jogos para o campeonato. E curiosamente são partidas onde geralmente há mais aderência às bilheteiras e onde quase todos os estádios se encontram completamente cheios (se bem que em Inglaterra isto não é de admirar).

Falando agora sobre as partidas de ontem, e uma vez que tive oportunidade de acompanhar alguns jogos decidi fazer uma pequena análise das partidas que acompanhei ou que fui dando uma vista de olhos:

Stoke City - 0 Manchester United - 1

Este foi o jogo que abriu a jornada em Inglaterra e talvez um dos mais surpreendentes. E digo isto porque fiquei abismado com as dificuldades que o Manchester teve em pegar no jogo e criar situações de perigo face a um adversário claramente inferior.
O jogo até foi de domínio do Manchester mas o Stoke sempre que ia à baliza de Van Der Saar, notava-se que a equipa tremia imenso. Deu para perceber que quer o Jonny Evans, e principalmente, quer o O´Shea são jogadores que não estão ao nível de uma equipa como o Manchester.
Em relação ao resto do jogadores devo dizer que Cristiano Ronaldo teve bastante inconsequente e viu-se muito pouco em jogo. Destaco da equipa do Manchester o Tevéz, não só pelo golo, mas pelo muito que correu e Berbatov que mal entrou mudou muito o jogo da equipa.
Da parte do Stoke tenho que destacar dois jogadores: o guarda-redes Sorenson que evitou muitas vezes o golo da equipa adversária e Ricardo Fuller, que apesar de ser algo trapalhão, correu como eu nunca vi. Nunca desistia, fartou-se de lutar e merecia um pouco mais do resto da equipa.
Finalmente tenho que destacar outra coisa. Não o jogador em si que não é nada de especial, mas sim os seus impressionantes lançamentos de linha lateral. Deixa Binya a milhas. A força com que Delap lança a bola é absolutamente impressionante. Vejam com os vossos próprios olhos em baixo:



Golos: Carlos Tévez (83 m)

Chelsea - 2 West Bromwich Albion - 0

Vi muito pouco do jogo portanto não posso fazer grandes análises. Sei pelo que li que foi um jogo inteiramente dominado pelo Chelsea e que o resultado poderia ter sido bem mais dilatado que o 2-0.

Golos: : Didier Drogba (3 m) e Frank Lampard (45 m)



Liverpool - 3 Bolton - 0

Depois de muito duvidar, começo finalmente a acreditar que este poderá ser finalmente o ano do Liverpool vencer a Premier League. Há muito que não via a equipa de Rafa Benitez tão forte e com tantas opções para vencer o jogo. Gosto dos reforços Riera e Robbie Keane e a restante equipa está cada vez mais entrosada e com um futebol de boa qualidade.
O Liverpool ganhou bem este jogo, e pelo menos para mim, provou o porquê de estar à frente da classificação.


Golos: Albert Riera, 26m e Keane, 53m e 58m


Manchester City - 5 Hull City - 1

Não estava à espera dum resultado destes até pela excelente campanha que o Hull tem tido na Premier League. O City foi muito superior e ao intervalo o jogo já estava arrumado, uma vez que a equipa do City já vencia por 4-0! Robinho continua a mostrar ser uma das figuras da equipa se bem que neste jogo tenho que destacar outro jogador: Stephen Ireland. O irlândes fez 3 assistências e marcou um golo. Fiquei surpreendido com a sua qualidade e toque de bola e penso que ali temos um jogador de grande qualidade.


Aston Villa - 2 Arsenal - 2

O melhor jogo da noite a meu ver. De destacar que o Villa recuperou de uma desvantagem de 2 golos e mostrou o porquê de ser a grande surpresa do campeonato. Sem se dar muito por ele, o Villa já está em igualdade pontual com o Manchester United. Em relação ao jogo de dizer apenas que na equipa do Villa estão 3 jogadores de grande qualidade que poderiam muito bem servir para qualquer uma das grandes equipas de Inglaterra: falo de Ashley Young (muito bom técnicamente), Agbonlahor (jogador rapidissímo) e James Milner.
Em relação à equipa do Arsenal voltou a acusar o facto de ter uma equipa demasiadamente jovem. Já não é a primeira vez que a equipa perde pontos desta forma e é aqui que se vê a grande desvantagem de se ter uma equipa extramente jovem.

Golos: Gareth Barry, 65m e Zat Knight, 90m / Denilson, 40m e Abou Diaby, 49m

Restantes Jogos do dia de ontem:

Sunderland - 0 Blackburn Rovers - 0
Tottenham - 0 Fulham - 0
Middlesbrough - 0 Everton - 1
Wigan - 2 Newcastle - 1
Portsmouth - 1 West Ham - 4


Foi de facto uma tarde de Sexta-feira bem passada a ver futebol, e anseio pelo dia em que o Boxing Day seja adaptado ao futebol português. Já estava na altura que se fizessem algumas mudanças quer a nivel de calendário, e principalmente a nivel dos horários (quem não tem saudades dos tempos dos jogos às 3,4 da tarde?)
Chega ao fim a primeira edição da Zona de Desporto, espero que tenham gostado!


Nota: Esta crónica foi também postada no meu blog: Arquivo Indepente

Etiquetas:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]