http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Espaço Alternativo: Basketball
publicado por Tigas a sábado, 27 de dezembro de 2008

Boas. Uma semana depois cá estou eu de volta para vos trazer o melhor da NBA, que esta semana contou com o reencontro das duas equipas que disputaram as finais no ano passado, os Lakers e os Celtics. Sem mais demoras vamos às notícias:

Notícias:

Shaq entra na história

Shaquille O'Neal atingiu, no dia de Natal, uma marca absolutamente impressionante na NBA. O jogador dos Phoenix Suns atingiu a marca dos cinco mil lances livres falhados! Em dezasseis anos de carreira, Shaq não ficou propriamente famoso pela sua pontaria na linha dos 5,8 metros, bem pelo contrário. Frente aos Spurs o jogador atingiu uma marca que só um outro jogador tinha alcançado: Wilt Chamberlain.
Celtics sofrem segunda derrota consecutiva

Os Warriors bateram esta madrugada em casa os Boston Celtics por 99-89. Stephen Jackson (28 pontos) e Marco Belinelli (22 pontos) foram os melhores marcadores da equipa de Golden State, que impôs o segundo desaire consecutivo aos campeões (27 vitórias e quatro derrotas). Liderados por Paul Pierce (21 pontos), os Celtics tiveram algumas dificuldades na defesa. “Não pensei que fôssemos capazes de controlar a nossa defesa”, explicou no final Pierce. Rajon Rondo, que obteve 11 pontos, 10 ressaltos e nove assistências, foi outro destaque da equipa do Massachussets. Registo, ainda, para a lesão contraída por Kendrick Perkins no primeiro período de jogo, tornando-se a mais recente baixa dos Boston.

Lakers vingam-se dos Celtics

Boston chegou a novo recorde de vitórias seguidas (19) ao mesmo tempo que os Lakers faziam uma série de jogos fora entre altos e baixos, antes do embate que reeditou a final de 2007/08, ganha pelos Celtics. Mas nenhum dos 18,997 espectadores presentes no Staples Center de LA se sentiu defraudado, com os adeptos dos Lakers a serem brindados com uma exibição digna de altura de finais pelos seus jogadores, que rendeu uma vitória muito saborosa (92-83). Os californianos deram a provar ao adversário algum do seu próprio veneno quando surgiram a disputar a bola e a defender a sua tabela com energia e empenho, contrariando a tendência que vinha a ser moda na equipa. De tal forma que os campeões ficaram quase a zero nos últimos três minutos de jogo, uma altura em que imperou Pau Gasol. "Tive de lembrar-lhe, 'tu és um dos melhores do Mundo, ponto final... vai lá para dentro e sê o Pau'", revelou Kobe Bryant, que liderou os Lakers, somando 27 pontos, nove ressaltos e cinco assistências. Gasol sentiu o raspanete do companheiro de equipa e respondeu apontando sete dos seus 20 pontos nos últimos três minutos. Com as equipas empatadas 81-81, e depois de ter falhado sete de 11 lançamentos, o extremo foi determinante na corrida final que rendeu 11-2 em pontos para os Lakers. "Não estava a ser eficaz, nem a contribuir como pretendia. Estou muito feliz por ter conseguido reagir após o mau início", confessou o espanhol, que foi ainda autor de três dos nove desarmes de lançamentos com que os Lakers brindaram o rival de sempre, seis meses depois da final perdida. E mesmo que Phil Jackson insista que não falou desses jogos - especialmente o 4.º, onde os Lakers perderam em casa, após desperdiçarem uma vantagem de 24 pontos... - a verdade é houve muito orgulho ferido na exibição da equipa. "Gostamos da sensação de nos redimirmos em casa, especialmente depois de Ray Allen ter feito referência a esse jogo na entrega dos prémios ESPN no Verão, dizendo que voltariam a LA para vencer de novo", admitiu o treinador, após somar a 1.000.ª vitória da carreira, um dado estatístico onde só outros cinco treinadores entram. Pat Riley, Jerry Sloan, Larry Brown, Don Nelson e Lenny Wilkens são os outros nomes na galeria, mas o Zen Master foi o mais rápido a atingir esse número, pois tem "apenas" 1423 jogos de NBA. Se dúvidas havia, Sasha Vujacic clarificou o estado de espírito dos Lakers, no encontro que colocou frente a frente as duas equipas com menos derrotas nesta altura da temporada na história da NBA: "Estávamos fartos de ouvir dizer que somos macios, que não somos bons na defesa. Queríamos provar a essas pessoas que estão erradas e esperávamos por uma oportunidade como estas há muito tempo. Eles ganharam no ano passado. Este ano é o nosso." "O mérito é todo deles. Nós temos de aprender a jogar no limite até ao fim", admitiu Paul Pierce, o MVP da final de 2007/08, que terminou com 20 pontos, 10 ressaltos e três assistências. Kevin Garnett juntou 22 pontos e nove ressaltos.

Resultados:

26 Dezembro

Miami-Chicago, 90-77
New Jersey-Charlotte, 87-95
New York-Minnesota, 107-120
Detroit-Oklahoma City, 90-88
Memphis-Indiana, 108-105
New Orleans-Houston, 88-79
Denver-Philadelphia, 105-101
Utah-Dallas, 97-88
Sacramento-Toronto, 101-107
Golden State-Boston, 99-89

25 Dezembro

Orlando-New Orleans, 88-68
Phoenix-San Antonio, 90 - 91
LA Lakers-Boston, 92-83
Cleveland-Washington, 93-89
Portland-Dallas, 94-102

23 Dezembro

Atlanta-Oklahoma, 99-88
Cleveland-Houston, 99-90
Indiana-New Jersey, 107-108
Charlotte-Washington, 80-72
Boston-Philadelphia, 110-91
Miami-Golden State, 96-88
New Orleans-LA Lakers, 87-100
Detroit-Chicago, 104-98
Milwaukee-Utah, 94-86
Dallas-Memphis, 100-82
San Antonio-Minnesota, 99-93
Portland-Denver, 101-92

22 Dezembro

Orlando-Golden State, 113-81
New Jersey-Houston, 91-114
Memphis-LA Lakers, 96-105
San Antonio-Sacramento, 101-85
Denver-Portland, 97-89
LA Clippers-Toronto, 75-97

21 Dezembro

Atlanta-Detroit, 85-78
Boston-New York, 124-105
Washington-Dallas, 86-97
Oklahoma City-Cleveland, 91-102

20 Dezembro

Orlando-LA Lakers, 106-103
Charlotte-Golden State, 103-110
Philadelphia-Indiana, 94-95
Minnesota-Houston, 102-109
New Jersey-Miami, 103-106
New Orleans-Sacramento, 99-90
San Antonio-Toronto, 107-97
Milwaukee-LA Clippers, 119-85
Chicago-Utah, 106-98
Phoenix-Denver, 108-101

Adeus e até para a semana!!
Ps: Não se esqueçam de comentar!!!!!!

Etiquetas:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]