http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
O meu 8º bloco de notas | Selecção
publicado por David Pereira a segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

A Selecção Nacional jogou já vai quase uma semana, mas só hoje tive a oportunidade de dar a minha opinião sobre o caso.
A meu ver a selecção não jogou mal, antes pelo contrário, jogou bem, mas não foi nada que me tivesse enchido o olho ou que me suscitasse mais esperanças em relação à qualificação para o Mundial 2010.
Fiquei na mesma...
Foi uma espécie de jogo com a Albânia só que teve uma coisa que esse jogo não teve, um penalty que acabou por decidir o jogo, ainda por cima, esse penalty é altamente duvidoso.
A eficácia da selecção das esquinas continua a dar que falar... pelas piores razões.
Hoje venho analisar todas as posições da nossa Selecção Nacional.


Guarda-Redes:

Quim perdeu o lugar após sofrer seis golos na deslocação ao Brasil e de alguns falhanços nos cruzamentos no jogo com a Dinamarca, não é titular no Benfica e por isso não foi chamado à Selecção Nacional, ora muito bem.
Eduardo que até então era suplente, continuou com boas exibições na baliza do seu clube (que tem a defesa menos batida do campeonato) e naturalmente foi o sucessor do guarda-redes encarnado na equipa das quinas.
No jogo com a Finlândia, apesar de ter tido pouco trabalho, respondeu bem aos remates contrários e penso que deverá continuar no lugar.
Na segunda-parte entrou Daniel Fernandes, com os pés, já deu para ver que não oferece grande tranquilidade mas com as mãos gostei de duas saidas a cruzamentos onde agarrou com facilidade. Não compremeteu, não desiludiu, cumpriu naturalmente e acho que deve permanecer nas convocatórias.
No entanto, há alguns bons guarda-redes que ficam de fora, temos Rui Patricio que em relação à época passada está a ter uma evolução extraordinária, temos Moreira que no Benfica tem sofrido muitos poucos golos e que está em boa forma, temos Quim que apesar do momento mau é um excelente keeper e ainda Beto e Nuno que são boas alternativas.



Defesa-Direito:

Na posição de defesa-direito contra os filandeses jogou Miguel, e embora não tivesse comprometido ou falhado em grande coisa, na verdade parece-me que não está ao nivel que nos habituou no EURO 2004 e no Mundial 2006, ao passo que Bosingwa que fez no passado Europeu na Suiça e na Áustria excelentes exibições e que permanece intacto no Chelsea a meu ver deveria ser dono e senhor dessa posição.



Defesas-Centrais:


No jogo com a Finlândia a dupla Rolando/Bruno Alves cumpriu perfeitamente. Embora Bruno Alves tenha maior poder aéreo e não ande a desiludir e que isso poderia ser sinónimo de manter o lugar, olho para Ricardo Carvalho como um jogador com mais classe e experiência em futebol internacional, e que a meu ver deveria ser o companheiro de Pepe, e não de Rolando a jogar no eixo da defesa.
No entanto, gostei de ver Pepe como médio-defensivo, um lugar que não era-lhe desconhecido de todo e por isso, ao Pepe manter-se a 6, gosto da dupla Bruno Alves/Ricardo Carvalho cá atrás.



Defesa-Esquerdo:


Penso que não foi só a mim que me pareceu que Duda não tem estaleca para ocupar o lugar.
É um bom jogador, mas não para aquela posição, defende mal, joga sempre mais adiantado do que aquilo que deveria jogar, não está rotinado para o lugar e numa Selecção que faz 2/3 treinos antes de um jogo, a meu ver não pode ser adaptado.
Este lugar dá muitas dores de cabeças aos seleccionares nacionais, isto porque desde que acompanho futebol na selecção já vi o Dimas (que raio de jogador), o Rui Jorge (era bom mas foi envelhecendo e já não dava), o Nuno Valente (mesma situação que Rui Jorge, embora o ache um pouco pior que ele) e o Paulo Ferreira (acho que anda a piorar de dia para dia).
Ora bem, para este lugar dou várias sugestões...
- Antunes que até cumpriu nos jogos que realizou.
- Jorge Ribeiro que embora não seja propriamente um titular no Benfica, não se pode olhar a isso, até porque é um bom jogador.
- Miguel Veloso que se atinar nessa posição poderá a servir a sua selecção e o seu clube muito bem assim como terá uma grande possiblidade de jogar mais vezes.
- E Caneira, que embora não seja nada do outro mundo, é alguem que cumpre, que tem experiência, que sabe o que foz e que me parece rotinado no lugar em questão.
Acho que Duda é que não, de todos estes, gosto mais do Miguel Veloso (embora tenha feito uma precária exibição no último sábado).



Médios-Defensivos:


Já no esquema de Luiz Felipe Scolari havia lugar para dois médios-defensivos, no jogo com a Finlândia foi Pepe e Tiago.
Gostei da exibição do luso-brasileiro no lugar, enquanto que Tiago embora não tenha jogado mal, tenha construido alguns lances de perigo e ter feito um excelente remate de fora da área, acho que há melhores alternativas para o lugar.
Uma delas é João Moutinho, e se não for o meu sportinguismo a falar mais alto, então ele foi mesmo o melhor jogador de Portugal no EURO 2008. Embora esta época o ache uns furos abaixos do normal, continua a ser importantissimo.
Coloco o algarvio como indiscutivel, mas então e o outro dono do lugar, quem será?
Poderá ser Pepe caso não jogo a central...
Pode ser Maniche que não é o mesmo Maniche do EURO 2004 mas continua a ter a boa visão de jogo e o pontapé que lhe é caracteristico.
Pode ser Tiago embora esta opção não me agrade muito.
Pode ser Raul Meireles que é indiscutivel no FC Porto e que a meu ver é um jogador que cada vez mais enche o campo e não sabe jogar mal.
Ou então pode ser Ruben Amorim, uma sensação no Benfica de Quique Flores.
O meu preferido é mesmo Raul Meireles, tanto pelo jogador que é, como arma o remate em qualquer circunstância e isso pode ser importante em jogos com defesas muito fechadas.
Há ainda Paulo Assunção, mas não há certezas no que diz respeito a ele vir a representar a selecção das quinas.


No rescaldo do modelo defensivo, tenho dois esquemas de jogo para a nossa selecção:

Eduardo
Bosingwa - Ricardo Carvalho - Pepe - Miguel Veloso
João Moutinho - Raúl Meireles

ou então...

Eduardo
Bosingwa - Ricardo Carvalho - Bruno Alves - Miguel Veloso
João Moutinho - Pepe



No esquema ofensivo também há várias dores de cabeças para o treinador Carlos Queiroz...



Extremos:


Ou foi impressão minha ou Cristiano Ronaldo até jogou bem com a Finlândia?
É que temos de ser realistas, em Inglaterra, no Manchester United, joga-se mais futebol, há outros jogadores que também dão dores de cabeças aos defesas e por isso Ronaldo até joga com mais liberdade, assim como que, tem grandes jogadores a servirem-no, como Rooney ou Ryan Giggs, na Selecção não é bem assim...
Na Selecção há Ronaldo e mais 10 e muitas vezes só o CR7 tem 3 ou 4 homens a marcá-lo, é dificil, não? Por isso, dou-lhe o beneficio da dúvida.
Não esperem impossiveis do homem... para mim é o dono de uma das alas.
Para o outro lado há várias soluções, uma é Nani, que não tem jogado muito tanto na selecção como no Manchester mas tem um potencial enorme.
Outra é Simão Sabrosa, apesar de nunca me ter agradado enquanto vestia a cor das quinas, é um bom jogador, experiente, desiquilibrador e sobretudo tem algo que Nani e a outra alternativa de que falarei não têm, uma grande eficácia nas bolas paradas.
A outra alternativa é mesmo Quaresma, ele tem um potencial enorme, disso não há dúvidas, mas agarra-se muito à bola, não tem a cabeça no sitio e isso pode fazer-lhe passar ao lado de uma carreira ainda melhor. No Inter não jogava e agora no Chelsea não teve uma grande estreia, a ver vamos!
No geral, prefiro o intocável Ronaldo e Simão.



Nº10:

Deco é o dono do lugar e ponto final!
No entanto, para o caso de se lesionar ou de não poder comparecer em alguns jogos por outras razões, só vejo João Moutinho para ocupar a posição de 10.



Ponta-de-Lança:


Desde 2003 que Portugal tem jogado sempre com um único ponta-de-lança, nos primeiros tempos foi Pauleta e esse fartou-se marcar embora nas fases finais tivesse sempre aquem das expectativas.
Depois veio Nuno Gomes e embora dê um grande contributo para o jogo de equipa, não é propriamente um goleador-nato e um grande tecnicista e num Mundial, num futebol cada vez mais defensivo e que produz melhores defesas, acho dificil ser ele a ocupar essa posição.
Também não sou grande fã de Hugo Almeida, que tem ocupado essa posição na "Era Queiroz", acho-o muito parado, embora seja alto não é um grande cabeceador e tecnicamente é mau jogador. Acho que não é o melhor 9 para a selecção.
Como alternativa encontro Hélder Postiga, que tem feito uma boa temporada no Sporting, onde embora possua caracteristicas semelhantes às de Nuno Gomes, parece-me mais tecnicista e capaz de tomar boas decisões em menos tempo. Acho que lhe deviam ser dadas oportunidades.
E finalmente, há Liedson. Se Deco e Pepe têm lugar na nossa selecção, não vejo o porquê de Liedson não poder representar a equipas das quinas. Embora renda mais se jogar com um companheiro de ataque (na selecção jogaria sozinho) e com esse companheiro a ser bastante móvel (Ronaldo pode ajudar) é sem dúvida aquilo que Portugal pode vir a ter para corrigir a falta de eficácia.
Admiro-o pelo oportunismo que tem, raça que demonstra em campo, capacidade de saber ganhar faltas, nunca desistir, pressionar bem e ser bom com os pés e com a cabeça, para alem de ser muito eficaz, é a minha escolha!
No entanto, Cristiano Ronaldo pode também jogar como ponta-de-lança.


Sendo assim o modelo ofensivo seria:

Cristiano Ronaldo - Deco - Simão
Liedson


ou então...


Nani - Deco - Simão
Cristiano Ronaldo



O professor Carlos Queiroz tem matéria-prima para fazer um bom trabalho, agora, desenrasque-se!

Etiquetas:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Blogger HHH Comentou...
Boa cronica.

Para mim era :


moreira
bosingwa
ricardo carvalho
pepe
jorge ribeiro
maniche
moutinho
deco
ronaldo
simao
nuno gomes


ps:Desbloqueia-me la no msn eu ja vi o nwo k tenho culpa k tu não tenhas visto?Os spoilers tavam na mensagem abaixo do nick n te disse nada do nwo deixa de ser parvo.
16 de fevereiro de 2009 às 21:51  
Blogger MoonPlague Comentou...
Gostei da crónica...

Para mim era:

Eduardo/Beto
Antunes/Caneira- Pepe - Ricardo Carvalho - Bosingwa
João Moutinho
Tiago
Deco
Ronaldo
Simão/ Danny
Liédson ou Orlando Sá (este rapaz tem futuro, vos garanto)

Mas mesmo com Liédson, falat-nos um ponta de lança de verdadeira qualidade...
16 de fevereiro de 2009 às 21:58