http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Flash Interview#5 - Final da Taça da Liga
publicado por SP a quarta-feira, 25 de março de 2009

Boas


Caros leitores, esta é uma semana de grande alegria e satisfação, tanto para mim como para a maior parte dos estudantes do país. É sem dúvida uma das semanas mais esperadas por todos. Devem estar neste momento a perguntar-se por qual a razão de tanta satisfação face à chegada da presente semana. A razão é simples, trata-se que esta é a ultima semana de aulas do segundo período e para a próxima semana, alunos finalistas como eu, iram ser congratulados com a oportunidade de gozar a sua viagem de finalistas.
Bem, mas por agora chega de desabafos e assuntos menos importantes e vamo-nos debruçar agora sobre o assunto que realmente interessa.
O assunto que hoje me trás aqui, tem a ver com o jogo realizado no passado sábado á noite. Já todos devem ter reparado tanto pelo subtítulo da minha crónica como pela frase anterior que me estou a referir ao jogo da final da Taça da Liga que colocou frente-a-frente as equipas rivais Sporting Clube de Portugal e Sport Lisboa e Benfica.
Não vou aqui fazer uma análise do jogo em si mas comentar alguns aspectos que para mim foram bastante importantes.


Neste jogo, o treinador Quique Flores optou mais uma vez por mudar a formação inicial da sua equipa, efectuando mudanças tanto no sector de ataque, como no sector do meio campo e no sector defensivo. A equipa do Benfica, mostrou mais uma vez neste jogo que uma equipa com algumas individualidades nem sempre consegue formar um bom grupo capaz de efectuar jogos do nível das individualidades que tem.
Na minha opinião, a equipa do Benfica é a equipa portuguesa que tem mais jogadores “de nome”, e mesmo assim, não consegue destacar-se das outras equipas do campeonato.
Penso que o que falta à equipa do Benfica, agora que já tem individualidades é formar um colectivo forte e unido.
Quanto à equipa do Sporting, podemos ver que em oposição á do Benfica, esta não possui na sua equipa tantas individualidades. Durante o jogo, tivemos a oportunidade de observar que a equipa do Sporting, como não tem muitas individualidades, tentou jogar mais como equipa do que individualmente.
Por vezes, devido à falta de um ou outro jogador de referência, este modo de jogar não funciona e a equipa leonina sai por vezes prejudicada dos jogos.
Outro contraste com a equipa do Benfica, é que a equipa do Sporting já tem o seu sistema táctico muito bem definido e, como raramente abdica dele, esta equipa tem tendência a adaptar-se melhor a outros terrenos de jogo.
Considero então que neste jogo, tivemos a oportunidade de ver a actuar duas equipas, o que por vezes nos proporciona momentos agradáveis de futebol, mas também outros menos bons e nada interessantes.
Acontece que este jogo teve a particularidade de ter como personagem principal, não a equipa vencedora mas sim o seu árbitro, o senhor Lucílio Baptista.
O momento crucial do jogo acontece numa altura do jogo em que a equipa do Sporting já possuía a vantagem no marcador e o árbitro em questão resolve marcar um penálti de forma impressionante a favor dos encarnados e por conseguinte, acaba por mostrar o segundo amarelo ao jogador Pedro Silva. Aproveito também para dizer que embora o jogador tivesse razões para se revoltar com o árbitro, não precisava de demonstrar tamanha atitude de desrespeito. Pedro Silva, como jogador profissional que é deveria ser capaz de se controlar e tomar consciência das suas atitudes.
Voltando ao assunto anterior, tenho apenas a dizer que este grande erro de Lucílio Baptista veio condicionar todo o resto do jogo, fazendo até com que a Taça da Liga caísse nas mãos de um injusto vencedor graças ás grandes intervenções do jogador Quim na parte das Grandes Penalidades.
No fim do jogo, tivemos a oportunidade de observar a revolta de alguns dos jogadores, treinador e presidente do Sporting, enquanto a equipa do Benfica festejava a sua mais recente conquista.
É preciso que Lucílio Baptista tome consciência do seu erro. Quanto à equipa do Sporting, agora apenas tem que se conformar com a injustiça que foi alvo e continuar a lutar pelos seus objectivos. A equipa do Benfica, apesar de na minha opinião ter ganho de forma injusta, para todos os efeitos está de parabéns e deve ter o direito de festejar a sua vitória na Taça da Liga.

Fiquem bem…

Fiquem com o FootFever.

Etiquetas:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]