http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Análise do Cruzeiro: posicionamento de Ramires
publicado por Esquemas Táticos a domingo, 24 de maio de 2009

Neste texto, analiso o esquema tático e, principalmente, a movimentação do jovem Ramires, 22 anos, jogador brasileiro que foi vendido pelo Cruzeiro, da cidade de Belo Horizonte, ao Benfica.

Ramires é um jogador muito versátil que, há muito, deixou de ser apenas um médio. No Cruzeiro, Ramires desempenha várias funções: já atuou como médio destructivo, médio box-to-box, médio-atacante e até atacante. Só não atuou ainda de guarda-redes e de defensor. Ele é rápido, tem muito preparo físico, tem um bom passe e faz muitos gols.

Mal comparando, mas só para que os leitores tenham uma idéia do estilo de jogo de Ramires, ele assemelha-se a Júlio Baptista (ex-Sevilha, ex-Real Madrid e atualmente na Roma; ele jogava como volante, passou a ser meio-campo e depois, atacante), Essien (porque cumpre muitas funções) e Gerrard. Devo esclarecer, entretanto, que Ramires ainda não chegou ao nível técnico de Essien e Gerrard, mas tem muito a evoluir e, acredito, pode chegar lá. Mas é muito melhor que Baptista.



Como já foi dito, Ramires atuou em muitas posições. Atualmente, tem jogado como meia-direita (primeiro desenho, acima) e meia-esquerda (segundo desenho, abaixo), mas também volta para compor o meio-campo quando o time perde a bola. Por ter grande preparo físico, ele chega para apoiar o ataque, como elemento surpresa, razão de seus muitos gols. Ele chega ao ataque pelos dois lados do campo, mas preferencialmente pelo lado esquerdo e pelo centro.



Embora tenha um bom aproveitamento nos passes e cruzamentos, não é um armador, ou seja, não faz lançamentos. Sua maior qualidade é a condução de bola. Sai-se melhor quando joga mais atrás e chega de surpresa no ataque.



Embora raramente atue como médio destructivo, essa é sua origem. Ramires começou sua carreira de jogador como médio destructivo (terceiro desenho, acima). Devido à sua grande capacidade técnica, o treinador deslocou Ramires para uma posição mais adiantada no meio-campo. E, embora tenha um corpo franzino, é muito bom nos desarmes e inicia os contra-ataques do seu time com muita velocidade.

Outras análises táticas de times europeus, sul-americanos e brasileiros no blog Esquemas Táticos.

Etiquetas: , , , , , ,

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Já me estou a assustar com este reforço do Benfica...
24 de maio de 2009 às 22:49