http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Dream Team #7
publicado por David Pereira a quarta-feira, 27 de maio de 2009

Este "Dream Team" será composto por jogadores que foram decisivos nas finais da Liga dos Campeões nos passados dez anos.


Guarda-Redes:




Em 2004/2005 Jerzy Dudek foi decisivo na vitória do Liverpool frente ao AC Milan nas grandes penalidades, apesar de sofrer 3 golos dos quais poucas hipóteses tinhas de defender evitou que muitos mais fossem marcados sobretudo no prolongamento e quando foi hora da marcação das grandes penalidades, o polaco defendeu o remate de Shevchenko dando assim o troféu aos Reds.


Defesas:



Em 2005/2006 o Barcelona de Juliano Belletti discutia frente ao Arsenal a conquista do troféu, os gunners marcaram primeiro mas depois Eto'o empatou o jogo e o brasileiro vindo do banco acabou por dar a vitória à equipa blaugrana.
No ano passado também jogou a final, desta vez ao serviço do Chelsea, mas a vitória sorriu ao Manchester United.




Embora não tenha propriamente sido decisivo em alguma final, Fernando Hierro levantou a taça da competição por três vezes nos últimos onze anos, todas ao serviço do clube do qual era capitão, o Real Madrid.
Em 1998 Hierro e Cª venceram a Juventus, em 2000 o Valência e em 2002 o Bayer Leverkusen.




Paolo Maldini, que ainda no passado fim-de-semana se despediu dos relvados, foi o jogador que venceu mais vezes a Liga dos Campeões em anos não seguidos e sempre pelo mesmo clube, o AC Milan, num total de 5 ocasiões.
Maldini jogou um total de oito finais, marcou um golo em 2005 na final perdida para o Liverpool e em 2007 venceu a competição e levantou o troféu quando já estava com quase 39 anos de idade.




Não, também não marcou nenhum golo numa final mas fez várias assistências incluindo uma num lançamento lateral que viria a originar num magnifico golo de Zidane na final de 2002.
Roberto Carlos tem no currículo três Ligas dos Campeões, todas ao serviço do Real Madrid, para as quais contribuiu com exclentes exibições no lado esquerdo da defesa blanca.


Médios:



Clarence Seedorf é um jogador que está na história da Liga dos Campeões por ser o único a vencer a competição por três clubes diferentes, pelo Ajax em 1995, pelo Real Madrid em 1998 e pelo AC Milan tanto em 2003 como em 2007.
Para além da estatistica, em campo também se revelou um grande jogador, tendo realizado grandes exibições nesta competição.




Zinedine Zidane apesar de ter sido provavelmente o melhor jogador do mundo nos últimos dez anos, sendo que em 1998, 2000 e 2003 recebeu mesmo essa distinção, só venceu a Liga dos Campeões por uma vez, em 2002 ao serviço do Real Madrid mas nesse jogo marcou aquele que para muitos foi o melhor golo de sempre da Champions.
Em 1998 também jogou a final ao serviço da Juventus, mas dessa vez perdeu.




Em 2004 foi o homem que matou o jogo frente ao AS Monaco ao serviço do FC Porto e em 2006 voltou a vencer a competição pelo Barcelona, onde também se revelou fundamental. O luso-brasileiro Deco venceu 100% das finais que jogou e ainda chegou por duas vezes às meias-finais, curiosamente, nos últimos dois anos.


Avançados:



O ucraniano Andriy Shevchenko está ligado pelo bem e pelo mal a várias finais da Liga dos Campeões dos últimos anos, em 2003 foi ele que marcou o penalty que deu o troféu ao AC Milan, em 2007 permitiu a defesa de Dudek que consagrou o Liverpool como campeão europeu e no ano passado não saiu do banco do Chelsea na final disputada frente ao Manchester United.




Também ligado às finais que o AC Milan jogou está "Pippo" Inzaghi, que venceu a competição em 2003 e em 2007 ao serviço dos rossoneri, sendo que em 2007marcou os dois golos do seu clube na vitória frente ao Liverpool por 2-1.
Mas curiosamente Inzaghi também perdeu duas finais, uma pela Juventus em 1998 e outra pelo AC Milan, já famosa por este post, a de 2005.




É proibido falar sobre jogadores decisivos nas últimas 10 finais da Liga dos Campeões senão falarmos de Ole Gunnar Solskjær, o norueguês que em 1999 saiu do banco do Manchester United para já para lá da hora dar a vitória aos red devils que tinham passado praticamente um jogo inteiro em desvantagem.
Apesar de ter sido um herói, nunca foi mais que um suplente "pronto-a-servir" no clube de Alex Ferguson.

Etiquetas:

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Blogger Hugo HHH Comentou...
Dudek:Concordo ele naquela final defendeu demias
beletti: O facto de ter marcado o golo da vitória nesse ano da-lhe o lugar
hierro: Facto de ter ganho a competição 3 vezes

maldini : Autentico Sr. Liga dos campeões
roberto carlos e seddorf: ganharam tres champions.
Zidane: Auténtico sr champions.
deco: Fundamental na vitória do porto e uma boa ajuda na do barça

Andriy Shevchenko: Não concordo. Metia o Raúl que ganhou tres vezes e penso que tem o recorde de golos na champions penso eu...

Inzaghi- concordo.
27 de maio de 2009 às 17:54  
Sim, de facto o Raúl não seria mal colocado neste 11...

É discutivel sim senhor!
27 de maio de 2009 às 20:38