http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Liga Sagres | Marítimo 0-3 Porto
publicado por SKJ a segunda-feira, 4 de maio de 2009

O Porto entrou em campo a saber que podia afastar o Benfica, em definitivo do título, e a poder ficar a um jogo de ganhar o campeonato. Por isso, não foi de estranhar que o Porto entrasse a todo o gás e a marcar logo nos primeiros minutos.
Mas nem tudo correu bem, pois tivemos mais uma lesão, e se o meio-campo não é o mesmo sem o Lucho, sem ele e o Raul Meireles é um problema a dobrar, ainda por cima quando a alternativa é o Guarin.
Em vantagem e sem três jogadores nucleares (a quem se pode juntar o Sapunaru, que vinha a ser titular nos últimos jogos) o Porto jogou mais a defesa e foi controlando o jogo, mas com o Marítimo sempre a causar perigo e a procurar o jogo.
Apesar de tudo penso que o Porto controlou e chegou com naturalidade ao dois zero, se calhar sendo uma injustiça para o Marítimo, mas já sabemos que o Porto não costuma perdoar.
A partir daqui o Marítimo arriscou, ainda mais, e o Porto aproveitou para fazer o três zero, acabando com quaisqueres esperanças que o adversário ainda tivesse.
Um jogo que não foi brilhante, mas que penso que o Porto controlou e que deixou a equipa a três pontos do título, que penso que já não deve escapar, mas como sempre ainda faltam três jornadas e são três jogos para ganhar... quando o primeiro lugar estiver seguro, ai sim, faz-se a festa, até lá ganhasse os jogos e os pontos que são precisos.

Nota: Este é um post partilhado entre o Portal Futebol e o Diário do Contra.

Etiquetas: ,

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Porra, vocês não se cansam de ganhar campeonatos?
4 de maio de 2009 às 14:08  
Blogger Charismatic Enigma Comentou...
Tal como Jesualdo o disse: - No porto ganhar é como lavar os dentes, é um hábito que se torna constante.

Fora de brinadeiras. A verdade, clubismos à parte, porque eu faço parate da nação azul-e-branca, é que a organização e mentalidade ganhadora são as principais diferenças para os outros grandes.

É assim que se ganham campeonatos, Jericho.
4 de maio de 2009 às 19:39