http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Um sábado de senhores de si
publicado por Francisco Silva a sábado, 16 de maio de 2009

Não me lembro da última vez. Os campeões espanhóis, italianos e ingleses do seu primeiro escalão de futebol foram conhecidos este Sábado. Neste caso foram Barcelona, Inter de Milão e Manchester United fizeram a festa. De deliniar então que falarei da época do Barcelona e Inter de Milão.

''Campéon sin jugar'' ou ''El Madrid da el título a Barça'', são algumas manchetes que podemos ler em Espanha. Comecemos pelo Barcelona. A ''PepTeam'' tem conquistado a Europa. No entanto, não começou a época da melhor maneira. Logo nas duas primeiras jornadas para a Liga Espanhola, deixou escapar 5 pontos com uma derrota frente ao Numancia e um empate com o Racing Santander.

Porém, as seguintes jornadas reservavam-nos um Barcelona demolidor, num período em que o seu principal opositor desvanecia em crise, provocando a troca de treinador. Mas voltemos ao Barcelona que então iria vencer para a Liga por nove vezes consecutivas, com muitas goleadas. A equipa catalã alcançaria a liderança.

Só que a seguir surgiu um empate com sabor a derrota sobre o Getafe, uma vez que neste jogo a equipa visitante foi feliz, num jogo dominado pelo Barcelona que merecia ter vencido. Mas este empate abriu crateras para seguintes resultados volumosos e sobre grandes clubes espanhóis. Falo do Sevilha e Valência, que o Barcelona venceu por 0-3 e 4-0, respectivamente.

Depois disto, tudo podia esperar-se. No entanto, o seguinte adversário historicamente era mais complicado. Mas na fase lastimável que estava e com a vinda de um novo treinador, poderia ter sido um jogo fácil para o Barcelona. Mas não foi. O Barcelona - Real Madrid em Camp Nou foi o jogo de viragem deste campeonato, com Messi e Eto'o a marcarem os golos nos últimos 10 minutos de jogo. Foram três vitórias (sobre Sevilha, Valência e Real Madrid) que abriram caminho para mais sete, o que totaliza mais uma série de 10 vitórias consecutivas.

Ao passar da jornada 22 da Liga Espanhola, o Barcelona tinha conseguido 19 vitórias, 2 empates e apenas 1 derrota. Liderava, então, com 12 pontos à maior sobre o Real Madrid. No entanto, três resultados negativos e um série de vitórias do concorrente Real Madrid, abriam expectativas para a ponta final desta La Liga.

O Barcelona chegava a empatar com o Real Bétis, onde o guarda-redes Ricardo brilhou e perdeu com o Atlético de Madrid e Espanhol. Isto iria como disse abrir expectativas, porque os pontos que na altura distavam o Barcelona e o Real era de apenas 4 pontos.

Só que o Barça puxou dos galões, aquilo que viria a ser uma caminhada impressionante ao desejado título espanhol. Mais 7 vitórias consecutivas, interrompida apenas pelo susto do Valência. Mas seguia-se o resultado escândalo de 2-6 do Barcelona no Santiago Barnebéu. Recentemente, mais um susto, um empate que o Villarreal conseguiu e que ainda impediu numa primeira instância o título aos catalães, mas eis que chegou o desajado estatuto de campeão... e sem jogar.

Já agora, aproveitar para dizer que o Barcelona tem uma média de 3 golos marcados por jogo e de 0,89 sofridos. É uma equipa que actualmente está à 10 jogos sem perder, há 34 jogos sempre a marcar golos. Venceu 27 dos seus últimos 33 jogos. É de facto, pelos números uma equipa temível e pela categoria em campo, uma das melhores equipas a nível europeu. E uma prova disso é que está na Final de Roma da Liga dos Campeões e pode conseguir uma tripleta histórica.


''Inter campione d'italia'', podemos ler também nos sites dos jornais desportivos italianos. O Inter de Milão, tal como o Barcelona sagrou-se campeão pelo sofá. Há apenas uma diferença, o Barcelona conquistou o campeonato, o Inter conquista o Tetra-Campeonato.

É uma espécie de Penta-Campeonato para José Mourinho, depois dos dois campeonatos ganhos no FC Porto e no Chelsea FC. Desta feita, depois de no FC Porto ter ganho um no sofá, o mesmo aconteceu neste Sábado, 16 de Maio.

Sem a época brilhante como a que fez o Barcelona, o Inter conseguiu mais um campeonato. Foi como o Barcelona, um Inter que começou com um empate no terreno da Sampdória. No entanto, seguiram-se 3 vitórias seguidas com o Inter a ser líder italiano.

A primeira derrota surgiria a 29 de Setembro, no eterno clássico frente ao AC Milan, onde Ronaldinho marcou o golo da vitória dos pupilos de Ancellotti. Duas semanas depois, o Inter goleou por 0-4 em Roma, tal como tinha feito à um ano atrás. Seguiam-se dois nulos, num momento crítico da época.

Mas Mourinho respondia bem, triunfando por oito vezes consecutivas, dedicando-se mais à Champions League, onde curiosamente também não foi feliz e ficou no 2º lugar na Fase de Grupos. Posto isto, nas oito vitórias consecutivas, uma delas teve um cariz especial, a vitória sobre a Juventus. Porém, também realçar as vitórias sobre Nápoles, Udinese, Siena e até mesmo Lázio, que até foi uma goleada.

Uma nova derrota avizinhava-se, desta feita frente ao Atalanta. E desde aí, o Inter parecia ter perdido o rumo, porque teve vários precauços, nomeadamente frente Cagliari, Torino, Palermo e até Juventus. E mais recemente, o Nápoles. Mas a também equipa de Figo respondeu bem frente à Lazio, mas na última jornada empatou frente ao Chievo. É campeão... mas nos últimos 5 jogos, apenas ganhou um. O que revela também a falta de acompanhamento dos adversários. Mas também podemos dizer, que dos últimos 16 jogos, o Inter apenas perdeu um.

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Sem dúvida dos campeões justissimos, em Itália o Inter anda sem concorrência e em Espanha o Barcelona nem deu hipóteses mesmo dando 5 pontos de avanço a quem os quisesse aproveitar.

Em Inglaterra também tivémos mais do mesmo com o MU apesar de gostar mais que vencesse o Liverpool, em Portugal também mais do mesmo, na Alemanha o Wolfsburgo vai fazer história, na Holanda o AZ supreendeu toda a gente e noutros países temos também clubes pequenos na liderança.
17 de maio de 2009 às 16:59