http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Bancada Central#15 – Apenas futebol...
publicado por César Santos a sábado, 20 de junho de 2009

Ao longo dos últimos dias me questionado àcerca da grandeza do futebol. Não que duvide dela, mas questiono-me, sobretudo, até a onde ela vai. Qual será o efeito de uma finta de Messi, de uma defesa de Casillas, de um corte de Vidic ou de um passe Pirlo? Por esse mundo fora, quantas serão os fanáticos pelo mundo do futebol? A verdade é que o número de adeptos desta área é infinitamente proporcional ao seu impacto na vida quotidiana. Pois se para uns o futebol não passa de mero entertenimento, para outros assume proporções bem maiores. Obviamente que as rivalidades criadas, entre os adeptos e entre os clubes clubes entenda-se, não devem ser extrapoladas para outras áreas da vida comum, sendo necessário discernimento e inteligência para “separar as águas” e não fazer dessas rivalidades inimigos do dia-a-dia. No entanto, em diversas áreas do mundo o futebol é usado como arma política e social. Até porque nem é esse o objectivo do futebol. Mais que um negócio, o futebol é uma paixão partilhada por diversas gentes deste “nosso” mundo, talvez por isso seja uma área tão lucrativa e atractiva.

O verdadeiro problema do futebol não está nos jogadores nem nos treinadores, porque maus profissionais existem em todo o lado, o verdadeiro e grande problema desta “área” está em quem dirige, em quem manda e “mexe” no dinheiro. Há quem diga que o futebol um dia cairá, outros há que acreditam que nunca o futebol nunca atingiu as proporções que pensam os que por ele nutrem verdadeira paixão, mas eu dio de peito feito: o futebol nunca morrerá... porque o espírito de um amante do grande jogo estará sempre lá, por mais mal que lhe façam ou por mais tentativas que possam fazer para o destruir. Claro que não condeno quem não partilha este meu gosto, mas repudio quem o não respeite e o critique. Sim, existem enormes problemas que ainda faltam resolver, mas, afinal, o mundo não é perfeito.

Ronaldo, Ibrahimovic, Messi ou Káká são por todo o mundo reconhecidos e, provavelmente, como em nenhuma outra área da sociedade moderna conseguem ter por todo mundo desesperados fãs à procura do melhor “boneco” ou do melhor autógrafo. Porque o futebol é e continuará a ser o espectáculo do povo, da mais genuína das almas, onde, cada um de nós será um excepcional sábio de toda a cultura futebolística , havendo espaço para todos e para as mais diversas opiniões.

Cada golo, cada passe ou cada defesa eleva o futebol a algo fora do comum, em que o mais calmo dos adeptos sente o acelerar da sua pulsação e o bater do coração. Chamem-me louco, chamem-me insano, chamem-me tolo, mas a verdade é que já vivi lindos momentos com esta paixão. Querem um exemplo? 2004, Gelsenkirchen... Lembram-se? Pois é, estive como um louco à espera daquela gloriosa equipa, sendo esse um momento que guardo carinhosamente na minha mente e no meu coração. Também já vivi momentos de terríveis tristezas, um bom exemplo disso é a final do “nosso” Euro, apesar de vos confessar, sem hipocrisias, que sofro mais quando visto de “azul-e-branco”.

Alimentando ilusões, gerando e realizando sonhos, assim vive o futebol, fazendo dos jovens homens, e de pobres bem-aventurados. Essa é a verdadeira grandeza do futebol:uma arte sem fim, um mundo sem limites, onde cada um vibra e discute, mas também onde se chora e se ri, porque no fundo, isto é... FUTEBOL.

Finalizando, até porque não quero tomar o vosso precioso tempo deixo-vos com uma frase de Pelé, que traduz o que o futebol pode fazer:

“Se eu pudesse me chamaria Edson Arantes do Nascimento Bola. Seria a única maneira de agradecer o que ela fez por mim...”

Abraço
“This is the real life...”

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

O futebol é um fenómeno.

Como é que um desporto pode envolver tanta coisa como transferências milionárias, tanto tempo de antena, etc.
20 de junho de 2009 às 13:15  
Blogger Napster Comentou...
"Alimentando ilusões, gerando e realizando sonhos, assim vive o futebol, fazendo dos jovens homens, e de pobres bem-aventurados. Essa é a verdadeira grandeza do futebol:uma arte sem fim, um mundo sem limites, onde cada um vibra e discute, mas também onde se chora e se ri, porque no fundo, isto é... FUTEBOL."

Tudo dito. ;)
20 de junho de 2009 às 22:58  
Blogger Filipe Machado Comentou...
Sábias palavras.
21 de junho de 2009 às 22:57