http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
E QUANDO OS PAIS QUEREM QUE OS FILHOS SEJAM FUTEBOLISTAS?
publicado por Joao Prates, a quarta-feira, 8 de julho de 2009



Nos dias de hoje com a dimensão que o futebol atingiu em termos financeiros tornou-se a profissão mais apetecível para muitos pais que vêem nessa profissão o futuro dos filhos.
Basta ver as imensas academias de futebol que nascem em todo lado onde os pais fazem enorme sacrifícios para manterem os seus filhos esperando no futuro que sejam Figos, Rui Costa, Cristiano Ronaldo ou muitas vezes eles próprios tinham esse sonho de serem estrelas do futebol e não conseguiram e agora pressionam os filhos para que aconteça, muitas pais vivem uma segunda vida na pele dos filhos.
Quem conhece a realidade do futebol sabe que ao patamar mais alto só chega um grupo muito restrito de atletas, e a dura realidade é que depois de enormes sacrifícios normalmente quando se chega a sénior ou até antes a grande maioria dos jogadores são dispensados e ficam-se pelas segundas e terceiras divisões e distritais e muita vez ouve uma parte que foi esquecida...os estudos!
A prática do desporto é importante mas deve ser os miúdos a decidirem que desporto querem praticar, e sabemos que muitas vezes são os pais que pressionam os filhos de modo inconcebível para a competição, confundem motivação com o seu próprio desejo de vitoria ou muitas vezes complexos de superioridade mal resolvidos.
Quantas vezes vimos nas bancadas pais a gritarem com os filhos, a darem-lhe ordens diferentes das que o treinador dá levando a que a criança se sinta pressionada sem sabe qual das ordens cumprir.
È importante não esquecer que o atleta não esta ainda na posse das suas capacidades maturacionais completas e que muitos se pudessem escolhiam outros desportos ou actividades.
Hoje paga-se para jogar futebol mas as maiores estrelas continuam a vir do futebol de rua onde impera a fantasia, a liberdade táctica, onde existe a paixão que muitas vezes é tirada pela formação em competição.
O importante é os jovens sentirem prazer em jogar futebol, é importante os pais não pressionarem os filhos a jogar futebol no sentido de virem a ser craques, a verdade é que nem todos chegarão ao topo mas todos no futuro serão homens inseridos na sociedade.

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Blogger Saviola Comentou...
Excelente artigo ;)

Concordo em tudo o que escreveste , muitos pais querem que os filhos sejam futebolistas e que sejam os próximos Ronaldos , os meus pais são um deles , principalmente a minha mãe . Tenho jeito para a bola e já estive no Benfica , mas , devido a falta de tempo e as notas descerem tive o azar de a minha mãe me tirar de lá .

Maisuma vez , excelente artigo joão ;)

http://puro-futebol.blogspot.com/ visitem
8 de julho de 2009 às 22:49  
Antes os pais queriam que os filhos fossem médicos ou advogados... agora é futebolistas.

Incrivel, bom texto ;)
8 de julho de 2009 às 23:47