http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
ESQUEMAS CLÁSSICOS. Esquema tático do Brasil na Copa do Mundo de 1982
publicado por Esquemas Táticos a terça-feira, 28 de julho de 2009

O Brasil venceu, de virada, a Escócia por 4 a 1 na segunda partida da primeira fase de grupos da Copa do Mundo de 1982. Os gols foram de Narey (Escócia), Zico, Oscar, Éder e Falcão (Brasil).

Brasil

O Brasil apresentou-se no 4-2-3-1, com Valdir Peres no gol; Leandro (lateral-direito), Oscar (zagueiro pela direita), Luizinho (zagueiro pela esquerda) e Júnior (lateral-esquerdo) na defesa; Cerezo (volante pela direita), Falcão (volante pela esquerda), Sócrates (meia pelo centro), Éder (meia aberto pela esquerda) e Zico (meia aberto pela direita) no meio-campo; e Serginho (centroavante) no ataque. O técnico era Telê Santana.

(Clique na imagem para ampliar)

A formação adotada por Telê Santana povoava o meio-campo com jogadores de grande capacidade técnica e, portanto, a troca de posições entre os volantes e os meias era constante. Os volantes tinham como característica o avanço ao ataque executar tabelas ou finalizar a gol. Os laterais também tinham muita qualidade e, no jogo contra a Escócia, Júnior apareceu muitas vezes como meia, fechando em diagonal para armar o time ou finalizar.

Sócrates jogou como meia centralizado e, junto com os volantes, fazia a saída de bola e cadenciava o jogo no meio-campo. Ele trocou muitas vezes de posição com Cerezo e, principalmente, Falcão, ajudando a marcação no meio-campo quando os volantes se lançavam ao ataque. Sócrates percorria todo o meio-campo, de acordo com a necessidade ofensiva ou defensiva do time. Ou seja, se a bola estava do lado esquerdo, ele aparecia como opção pela faixa central esquerda; se o ataque se dava do lado direito, ele surgia na faixa central direita. Quando os volantes avançavam, voltava para efetuar a marcação como um volante.

Zico foi o meia-atacante pela direita. Ele entrava em diagonal pelo centro do ataque ou fazia tabelas com Cerezo e Leandro. Pela esquerda, Éder atuou mais como meia que como ponta-esquerda, sua posição usual. Ele fechava o lado esquerdo quando o time se defendia e, no ataque, formava o trio ofensivo com Júnior e Cerezo daquele lado.

Serginho Chulapa era o único atacante fixo da equipe. Mas como o meio-campo avançava em bloco, com o apoio dos laterais, ele raramente ficava isolado. Ele foi um pivô que, na verdade, atraía a marcação adversária para abrir espaços para os meio-campistas que vinham de trás. E todos eles tinham como característica o bom chute de fora da área, talvez com exceção de Cerezo.

Escócia

A seleção da Escócia apresentou-se contra o Brasil num 4-2-3-1. Entretanto, diferentemente da seleção brasileira, os meias tinham mais funções defensivas que ofensivas. Apenas o meia aberto pela direita Stratchan tinha um papel mais ofensivo.

(Clique na imagem para ampliar)

A defesa escocesa foi formada por quatro jogadores. O lateral-direito Narey era mais defensivo, cobrindo as subidas de Stratchan por aquele lado. Seu papel era quase o de um terceiro zagueiro pela direita. Pela esquerda, entretanto, o lateral-esquerdo Gray avançava mais e era coberto ora pelo meia extremo Robertson e ora por Hartford.

No meio-campo, a Escócia tinha dois volantes marcadores fixos. Eles não praticamente não avançaram durante todo o jogo. O meia Hartford desempenhou também a função de volante quando o meia-esquerdo Robertson ou o lateral-esquerdo Gray subiam ao ataque. Robertson trocou algumas vezes de lado com Stratchan e, algumas vezes, aparecia no ataque para apoiar o centroavante Archibald.

O ataque contou com um isolado Archibald, que vez ou outra tinha a companhia de Strachan ou Robertson. Em uma das poucas jogadas em que subiram juntos, os dois meias abriram espaço para a chegada surpresa do lateral Narey, que marcou o único gol escocês.

Leia também:

INTERATIVO: Esquema tático da Seleção Brasileira de 1982. Análise tática interativa.

VÍDEO: Gols de Brasil 4 x 1 Escócia. Edição com as jogadas completas dos gols.

ESQUEMAS CLÁSSICOS. Apresentação da série. Esquemas clássicos de seleções e times que entraram para a história do futebol mundial.

Etiquetas: , , , , , , ,

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Adorei esta rubrica!

É bom ver esquemas de selecções clássicas, já tinha lido àcerca deste Brasil de 82 mas só agora tive o prazer de ver algo em relação à táctica.
28 de julho de 2009 às 19:59  
Blogger Esquemas táticos Comentou...
Obrigado David. Vou preparar mais Esquemas Clássicos. Abraços. Marcelo Costa.
28 de julho de 2009 às 20:54  
Blogger primeiraliga Comentou...
http://www.primeiraliga.com/pl/
29 de julho de 2009 às 01:29