http://img710.imageshack.us/img710/7564/portalfutebolbyjoaolope.png
Esquema tático do Tottenham
publicado por Esquemas Táticos a segunda-feira, 17 de agosto de 2009

O Tottenham venceu o Liverpool por 2 a 1, pela primeira rodada do Campeonato Inglês temporada 2009/2010, jogando no 4-4-2, com duas linhas de quatro. O Tottenham dominou o jogo, retraindo-se apenas no final da partida, quando o Liverpool avançou sua linha de meio-campo e chegou a ter apenas um volante e três meias, ou mesmo dois meias e três atacantes (leia a análise do Liverpool na segunda-feira).

Análise tática



O Tottenham organizou-se em duas linhas de quatro com grande participação dos volantes. A linha de defesa contou com Assou-Ekotto na lateral esquerda, Bassong como zagueiro pela esquerda, King como zagueiro pela direita e Corluka na lateral direita. Ekotto foi mais ativo no apoio ao ataque e Bassong e King foram muito seguros na zaga. Corluka avançou um pouco mais no segundo tempo, mas sua principal função foi cobrir os avanços de Lennon.

O meio-campo, como dissemos, formava um linha, mas os meias abertos pelos lados tinham mais liberdade para avançar. Os volantes centrais
foram Huddlestone (esquerda) e Palacios (direita). Os meias abertos foram Lennon (direita) e Modric (esquerda). Os volantes tiveram grande importância na partida porque apresentavam-se no campo de ataque para tocar a bola e concluir a gol. Os meias abertos, como é comum nesse tipo de formação de meio-campo, tinham mais liberdade para chegar ao ataque. Lennon valeu-se de sua velocidade para entrar em diagonal pelo meio e também pelo lado direito. Modric não foi à linha de fundo, mas deu qualidade ao passes da equipe e fez incursões pela faixa central. É técnico, mas não tem a velocidade de Lennon. Modric ficou responsável, também, por marcar o lateral Johnson, do Liverpool, que arriscava subidas ao ataque. Na formação em linha, o meia aberto fica responsável pela marcação do lateral adversário e o lateral deve marcar o meia aberto (falaremos mais sobre isso num post específico).

Na frente, a dupla de ataque Defoe e Robbie Keane movimentou-se bastante e trocou de lado muitas vezes. Eles atuaram paralelamente na frente. No segundo tempo, Crouch entrou no lugar de Keane, mas praticamente não tocou na bola.

Leia também:

VÍDEO: Animação gráfica com as variações táticas da Holanda de 74.

ESQUEMAS CLÁSSICOS. Holanda 2 x 0 Uruguai. Análise tática.

ESQUEMAS CLÁSSICOS. VÍDEO: Análise tática da Seleção Brasileira da Copa de 1982.

INTERATIVO: Esquema tático da Seleção Brasileira de 1982. Análise tática interativa.

ESQUEMAS CLÁSSICOS. Brasil 4 x 1 Escócia. Copa de 1982. Desenhos táticos

VÍDEO: Gols de Brasil 4 x 1 Escócia. Edição com as jogadas completas dos gols.



* Mais análises táticas de seleções e de clubes europeus, brasileiros e sul-americanos, além de seleções e jogos históricos, podem ser encontradas no blog Esquemas Táticos.

Etiquetas: , , , , ,

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

Anonymous Anónimo Comentou...
Ui pá, tu é que percebes de táctica ahahahahah
18 de agosto de 2009 às 23:39